Clérigos, o Farol do Porto post

Post header

Clérigos, o Farol do Porto

30 Ago, 2016, By Sílvia

Como qualquer outro porto, o Porto sempre teve os seus faróis. Erguendo-se ao longo da costa, estes serviam para guiar com segurança os navegadores até ao abrigo do Rio Douro. Os séculos passaram, a tecnologia avançou e as chamas destes fieis guias extinguiram-se.

Mas o Porto ainda mantém uma espécie de “farol”. Este não tem luz, mas é enorme, e está plantado mesmo no coração da cidade, no seu centro histórico. Falo, claramente, da Torre dos Clérigos, parte integral da Igreja dos Clérigos, construída em 1763, e o edifício mais alto da altura. Desenhada pelo arquiteto italiano Nicolau Nasoni, esta grandiosa construção é, provavelmente, o ponto de referência mais reconhecido na cidade, tendo sido adotada por inúmeras imagens e logótipos de marcas espalhados cidade, incluindo o da Câmara Municipal.

Eu sempre tive um profundo fascínio por esta grandiosa torre. Ainda um dos edifícios mais altos da cidade – apesar de não se comparar com os modernos arranha-céus – a Torre dos Clérigos teve sempre uma grande presença na minha vida: sempre me acompanhou enquanto caminhava pela Rua de Cedofeita, indo para a escola nos tempos de criança; via-a entre a névoa todas as manhãs ao sair para o trabalho; e nos dias de hoje ainda é a primeira coisa que captura a minha atenção quando chego ao Porto, vindo do Sul pela autoestrada ou de comboio.

Esta torre é verdadeiramente um farol para a cidade, guiando toda a gente até ao seu coração.

Share on social networks

Sílvia Contribuidores da Portgall

»
«

Avaliações

Ainda não existem reviews.

Footer

20x20/close Created with Sketch.

Utilização de cookies

Ao continuar a utilizar o Website está a consentir com a nossa utilização de cookies. Para mais informação veja Politica de privacidade

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial